quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Capítulo 1


Nova Iorque, a cidade onde duas raparigas estavam histéricas no quarto, pelo que iria acontecer. Enquanto a morena se olhava e olhava ao espelho, para perceber que estava perfeita, a lora gritava e batia palminhas, que nem uma doida.
Ashley: É hoje, é hoje? – Voltou a perguntar num meio de um grito.
Vanessa: É, parece que sim. – Sua voz tremeu olhando se mais uma vez ao espelho, para ter certezas que estava em absolutas condições.
Ashley: E como te sentes? – Perguntou mostrado o entusiasmo, maior que o da própria amiga.
Vanessa: Muito, mas mesmo muito nervosa. – As suas mãos tremiam e ela rezava para não suar e estragar a maquilhagem.
Ashley: Calma amiga…- Colocou se detrás, virando a para si. – Vais conhecer, apenas os donos, de uma maiores empresas do planeta.
Vanessa: A mim o que realmente me importa é que vou conhecer, o meu sogro e a minha sogra. – Saio até á sala.
Ashley: E o teu cunhado. – Fez olhinhos e Vanessa riu.
Vanessa: Eu acho que esse não vai estar lá, pelo menos é a vontade do meu amor. – Pegou na mala, e mexeu remexeu para ver se tava tudo.
Ashley: Ouvi dizer que é um gato, muito gato mesmo….
Vanessa: E doido, pelo que me dizem estraga o plano da família….- A campainha tocou e ela olhou mais uma vez para Ashley. – A maquilhagem?
Ashley: Está perfeita, nada de carregado ou exagerado. – Acalmou a abrindo a porta.
Paul: De fato muito perfeita….- Abriu o sorriso tirando o ramo de flores detrás das suas costas. – As mais belas rosas, para a mais perfeita borboleta. – Entrou dentro do apartamento, entregando as rosas á namorada que logo o beijou deixando Ashley de lado, por momentos.
Vanessa: Obrigado amor….mete em água. – Pediu a Ashley que pegou o ramo.
Paul: Olá, Ashley. – Beijou de leve as bochechas da loira.
Ashley: Oi, meu querido…cuida da minha amiga, e se possível, divirtam-se.
Paul: Tá prometido; vamos? – Olhou para Vanessa que pensava ainda em fugir, tinha um medo dos pais dele.
Vanessa: Claro. – Sorriu de lado, e saíram abraçados até ao carro.
O caminho, não era muito longo, Paul tentava puxar a conversa, mas Vanessa só murmurava “huhu” ou respondia pois, como se ele naquele momento não consegui se ser o mínimo de interessante. A cabeça dela matinha se baixa, e a sua mente ocupada.
Paul: Tão pensativa e silenciosa que o meu amor hoje está. – Estalou os dedos, na frente da cara dela, e a fez olhar.
Vanessa: Não tenho nada para dizer meu amor. – Suspirou, encostado de se no banco olhando como estava noite escura.
Paul: Mas está tudo bem? – Parou no sinal vermelho fazendo lhe uma pequena festa.
Vanessa: Sim, apenas estou um pouco nervosa com esse jantar. – Ele olhou para o sinal e voltou, arrancar.
Paul: Não te preocupes, os meus pais vão amar te…fazes me feliz, para eles é isso que importa. – Finalizou parando o carro, em frente da casa. Saio retirando a do carro, mas ela ainda o parou mais uma vez antes de entrarem.
Vanessa: O teu irmão….
Paul: Espero que não esteja nem aparece aqui, na realidade desejo que ele hoje, não coloque os pés em casa. – A tentou puxar mais uma vez mas ela parou. – Hei…- Pegou na cara dela. – Vai correr tudo bem, estarei sempre ao teu lado. – Beijou lhe a testa e colocou a chave á fechadura abrindo a porta.
David: Chegaram. – Sorriu levantado se da poltrona indo até eles.
Paul: Olá pai. – Abraçou o senhor já um pouco venho mas muito elegante. – Está é a minha namorada.
Vanessa: Prazer. – Sorriu timidamente, mas David a puxou para um forte abraço, depois Starla apareceu e o mesmo aconteceu.
Starla: Jovem, encantadora de fato, sempre fizeste boas escolhas em tudo meu filho. – Elogio, olhando Vanessa de cima a baixo.
Paul: Eu sei, eu sei. – Ajeitou o casaco, sem parecer convencido nem nada.
David: Bem, vamos acomodar-nos. – Dirigiu se novamente ao sofá
Paul: Vamos. – Empurrou Vanessa de leve até ao sofá onde ficaram durante uma hora na conversa, ela apenas ouvia mal se mexia.

Joana: Minha senhora o jantar, está pronto, quando quiser pode se dirigir á sala de jantar. – Disse a rapariga de meia-idade, Paul apenas olhava para Vanessa que parecia nem ali estar, perguntou se onde estaria com a cabeça.
Starla: Tudo bem, pode ir. – Dispensou mandado embora com o acenar de mão.
Paul: Vez está a corre tudo bem. – Sorriu colocando o braço em volta dela.
Vanessa: Verdade, sempre esperei o pior confeiçoo. – Disse no mesmo tom de sussurro.
Paul: Mas bem….- Falou alto olhando para a sua mãe, que sorriu já sabia o que ai vinha. – Antes de jantar tenho que dizer algo.
David: Diz filho. – Sorriu da mesma maneira que a esposa, Vanessa ficou sem entender.
Paul: Vanessa, meu amor….sabes o quento eu sou loucamente apaixonado por ti não sabes? – Levantou se puxando a.
Vanessa: Sei, e eu o mesmo te digo. – Olhou para os pais dele, com alguma vergonha.
Paul: É bom saber que me amas da mesma forma, pois eu vou fazer te uma pergunta, mas um pedido. – Colocou um dos joelhos no chão, e pegou na mão dela, ela já poderia imaginar o que viria ai, ele tinha falado tanto naquilo.
Vanessa: Pergunta; pedido? – Engoliu seco quando a tal pequena caixinha apareceu.
Paul: Á anos que sou apaixonado por ti….á poucos anos que me aceitas te na tua vida. – Ela corou ao lembrar que nem o deixava aproximar. – Já vivemos tanto, e ainda temos tanto para viver, de preferência, juntos….por isso te pergunto, Vanessa Hudgens aceitas casar comigo?
Vanessa: Estás a falar mesmo a serio? – Perguntou enquanto ele retirou o anel da caixa.
Paul: Este anel, vive nas geração das mulheres da minha família, á anos…eu quero muito que a próxima mulher a usa-lo fosses tu.
Vanessa: Bem a única coisa que eu possa dizer a um pedido desses é que…aceito. – Ele sorriu colocando o anel no dedo.
David: Muito bem…- Disse enquanto Paul beijava Vanessa selando o noivado. – Vamos jantar, e brindar ao casamento.
Zac: Então, sou eu fico de fora? – Disse batendo a porta com força.
Paul: Que fazes aqui? – Colocou a Vanessa detrás dele como se a protege-se de algo.
Zac: Que eu saiba vivo aqui. – Falou no meio de um soluço, que deitou o cheiro forte a álcool.
Paul: Estás bêbado? – Rio de ironia.
Zac: Achas que sim?...- Tentou se aproximar mais um pouco com pernas bambas. – Mal bebi, essa…- Apontou bem nos rosto de Vanessa que riu do estado dele, não gozado, mas pela atitude rebelde. – Essa é a tua namorada, aquela que falas tanto? – Mirou de cima a baixo. – Não vejo que possa ter de especial.
David: Zac vê como falas é a noiva do teu irmão. – Gritou sentido que o ar mal saia.
Zac: Noiva? – Riu. – Vais-te enforcar….quer dizer casar?
Paul: Sim, com a Vanessa. – Pegou na mão da noiva e apertou.
Zac: Meus pesamos querida. – Gozou.
Paul: Para com isso e sai. – Foi até ao irmão empurrando o.
Zac: Saio? – Ganhou força nas pernas empurrado o da mesma maneira.
Paul: Faz o que eu te estou a pedir hoje é uma noite importante para mim, não quero que a estragues. – Agarrou clarinho de Zac, mas Vanessa pediu para que ele o soltasse, Paul não gostou do apoio mural dela ao seu irmão.
Zac: Eu sempre estrago tudo não é? – Olhou para os pais, David tinha a mão no peito.
Starla: Meninos, não comessem a noite estava a ser tão boa…
Zac: Até eu aparecer, não é. – Gritou.
David: A tua mãe não disse isso. – Levantou se batendo a bengala no chão, não por velhice, mas pela perna á muito magoada,
Zac: Mas pensou….querem saber, não me interessa que morram todos, não quero saber.
David: Para, para. – Gritou duas vezes seguidas, apertando mais o peito caio no sofá.
Zac: Pai. – Correu até ele, junto com Paul.
Vanessa: Chamem uma ambulância. – Pediu, Starla logo pegou no telemóvel.
Paul: Culpa tua. – Acusou o irmão.
Vanessa: Não é hora para isso. – Disse pedido ao noivo que parasse.
****
Sei, demorou mas foi, espero que tenho gostado dês te Zac assim meio doidinho. Obrigada por lerem.


7 comentários:

  1. PRIMEIRA!! ARRASOU!!!! amei muito margarida
    logo no primeiro arrasando ein? imagine os próximos kkkkk
    o Zac é muito idiota espero que ele tenha os motivos dele pra ser asim; ai minha nossa
    tomara que o velhinho não mora vai ser horrivel
    ameeei posta logo bjs

    ResponderEliminar
  2. Ameiii o cap
    Uau!!! Q zac hein?! Totalmente crazy.
    Posta logo flor
    Kiss

    ResponderEliminar
  3. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Amei o cap!
    Que tenso!
    Espero que o David fique bem!
    Posta logo
    Bjos amorê

    ResponderEliminar
  4. Uau, que começo espetacular !!
    Amei o primeiro capitulo
    Muito bom =)
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Muuuuuuuuuuuuuuito bom o capítulo, quero saber mais, viu?! Posta logo, por favor! ;*

    ResponderEliminar
  6. o cap ta incrivel aqui tem o site de um historia nova parece q vai ser incrivel so tem a sinopsi mais a historia promete http://loving-zanessa.blogspot.com/ Ja li outras historias dela e todas sao otimas aconcelho a seguiresta q parece q vai ser d+ bjsss

    ResponderEliminar