quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Capítulo 58



*Lee* Temos que falar mais uma vez digo que, não recebi nada no MSN, se leres isto avisa. Bem tenho que agradecer muito, muito mesmo a quem tem comentado, Obrigadíssimo.
****
Zac saio da casa de Vanessa deixando o carro para trás ia com tanta pressa que acabou por se esquecer, e estava mesmo a precisar de apanhar ar fresco. Já que dentro dele culpava a sua cobardia e o seu orgulho pelo que tinha feito, mas agora não iria mesmo voltar atrás. O que é que ele estava a fazer? Ele não a queria ver com outro, só de pensar…não, não podia realmente ser. Seus pés prenderam a meio caminho e começou a caminhar de volta para trás, mas mesmo antes de chegar perto da casa de Vanessa, a sua visão, o seu consciente se apagaram.

Channing: Finalmente a cinderela despertou. – Ouviu Zac sair de uma voz grossa, em Italiano, ele ainda estava meio que zonzo, a sua cabeça doía imenso e sentia algo escorrer da sua testa. Quando abriu bem os olhos pode ver que era sangue.
Zac: Onde…- Gaguejou tentado aclarar a sua visão. – Onde estou? – Abrio os olhos e finalmente viu de que era a voz de á pouco; um homem na casa dos trinta olhava para ele de uma maneira estranha, e á volta dois homens com grandes armas.

Channing: Olá Zac. – Disse colocando se de pé, dando lhe um pouco de água, Zac bebeu logo tudo estava com uma sede.
Zac: Que és tu? – Ganhou forças para dizer, pois com aquela dor enorme de cabeça estava complicado mater os sentidos.
Channing: Digamos que eu sou um velho amigo. – Sorrio levando a garrafa á boca.
Zac: Velho amigo? – Finalmente consegui entrar em si, ver que as coisas não estavam famosas para seu lado.
Channing: Sim, o teu pai tinhas uns negócios com o meu…- Zac pediu para não estar ali, se tinha a ver com o seu pai não era coisa, boa, nunca foi; nem depois de morto, ele lhe dava descanso, levou sovas dele quando era pequeno e agora era espancado em nome dele. – Tatum, conheces? – Rio ao perguntar, o sangue de Zac ferveu teve um flash.
David: Esconda-se, rápido. – Gritou ao entrar dentro de casa estava totalmente desfraldando e com sangue na cara.
Starla: O que se passa, no que te meteste agora. – David agarrou pelos braços e abanou. – Faz o que eu te digo.
Zac: Hei. - Meteu se em frente da sua mãe. – Cuidado com essas mãos.
David: Se fosse em outra altura nem sabes o que te aconteceria. – Agarrou Zac pela gola mas o largou quando batidas fortes começaram a ouvir se na porta. – Esconda se de uma vez por todas. – Starla pegou em Zac e Dylan colocando os no quarto dela.
Starla: Se as coisas derem opara o torto promete que foges com o teu irmão? – Pediu enchendo pequenas malas de roupa.
Zac: E a mãe, e o David? – Pegou na mão de Dylan.
Strala: Teu pai e eu cuidamos de nós, não te preoucupes meu amor, apenas faz o que eu te pesso; promete.
Zac: Prometo. – Disse levando o beijo da sua mãe na testa, o que foi repetido no irmão mais novo.
Starla: Guarda isto. – Deu-lhe todo o dinheiro para as mãos e os trancou no quarto. O que veio a seguir foi algo que Zac passe o tempo que passar jamais se ira esquecer, os homens entraram em casa anunciando quem eram, e pediram o dinheiro; dinheiro que seus paus não tinha. – Vai agora. – Ouviu Zac, sua mãe tinha falado em inglês para aqueles homens não perceberem, Zac ainda tentou logo sair dali, mas depois de ver sua mãe ser morta demorou a conseguir mexer-se. Mas consegui, abriu a janela e fugiu com o seu irmão.
****
Channing: Dado á tua cara imagino que te tenhas lembrado e bem de que eu sou.
Zac: Foste tu que os mataste…
Channing: Não, nessa altura nem sabia que tu eras; mas sabes como é, á pouco tempo o meu pai morreu deixando tudo para mim, o problema é que ao ver o caderno de lhe quem deve os Efron’s constatavam lá, e como o teu pai já se foi, restas tu.
Zac: A minha mãe e o meu pai foram mortos, não consigo perceber o que queres.
Channing: Eu quero algo muito básico, o dinheiro que o teu pai nunca pagou…
Zac: Ele pagou sim, com a sua própria vida. – Gritou irritado de estar preso, só queria poder saltar para cima daquele tipo e dar-lhe uma enorme sova, nunca mais se ira esquecer da imagem de uma bala, prufurar o cérebro da sua mãe, umas das pessoas que mais amava.
Channing: Isso a mim não me interessa, ele está morto, e eu apenas quero o deinheiro que falta, neste momento já vai em juros, mas porque não combinamos assim, tu pagas o que a tua família me deve, e vai te embora, esquecemos tudo o que se passou e pronto.
Zac: Eu não vou pagar nada, nojento. – Disse tentado se desprender, mas viu duas armas de seguida apontadas a si.
Channing: Se fosse a ti, ia com mais calminha, não queres aborrecer o meu pessoal.
Zac: Qual é esse preço, quanto queres? – Perguntou.
Channing: Vês, assim já estamos a falar tão melhor. – Pegou no caderno e mostrou o preço que era demasiado.
Zac: Eu não tenho isso tudo; nem sequer metade.
Channing: És famoso de certa maneira, apareces na Tv., nas competições de carros.
Zac: Isso não tem nada a ver, eu não tenho esse dinheiro.
Channing: E aquela tipa morena com aquele enorme casa?
Zac: Deixa em paz. – Pediu, Channing sorrio; parente a suplica.
Channing: Estás me a dizer, que não vais, pagar?
Zac: Não tenho como. – Foi sincero pronto para levar um tiro.
Channing: Ok. – Disse tão naturalmente que Zac estranhou.
Zac: Isso quer dizer que me ir embora? – Channing caio na gargalhada.
Channing: Claro que não, o teu pai não pagou, morreu a tua mãe não pagou foi o que se viu; o que achas que vai acontecer mesmo contigo? – Zac não respondeu. – Mas não vai ser já, ainda me podes talvez servir, tranque no porão; ai e não te esqueças, depois de ti, vamos á procura do teu irmão. Zac engoliu seco e ainda implorou enquanto era empurrado até ao porão.

4 comentários:

  1. Meu Deus! cada vez me surpreendes mais.
    Essa historia é uma caixa de surpresas.
    Espero que não faça nada com Vanessa.
    Cap. muito bom
    Posta logo
    XOXO ;*

    ResponderEliminar
  2. OMG
    O q vai acontecer com o Zac
    Posta logo, please
    Kiss

    ResponderEliminar
  3. Ai meu deus, espero bem que nao aconteca nada ao Zac ...
    Cap muito bom
    bjss

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar